• Arquivo

  • Anúncios

Festa vai botar Britney e Lady Gaga no ringue!

A briga entre os fãs de Gaga e Britney corre solta, mas num relativo silêncio. Todo mundo já presenciou uma pessoa (ou é essa pessoa) que, na boate, só dança a música de uma das loiras. Passou da hora da gente se divertir com essa rivalidade e chamar as duas pra briga. Afinal, haters gonna hate.

Mas lovers gonna love e também é legal reuniur todas aquelas pessoas que não entram nessa briguinha e gostam das duas cantoras para curtir uma festa perfeita, só com hits delas e de outras grandes representantes do pop.

Bom, essa é a ideia da festa Pop it Up – sim, ela mesma! – que vai rolar no próximo sábado, dia 11, às 23h, na UP (Getúlio Vargas, 1423). Valor: R$15. Confirme presença neste evento e seu nome vai automaticamente para a lista amiga. Ah, e tem dose dupla de vodka para quem chegar até 1h e mastro all night long.

Para ilustrar o post, dois vídeos de fãs das moças. Os clipes delas a gente está careca (ahm, ahm, pegou?) de assistir.

QUER IR DE GRAÇA?
Fique ligado no @oitudoemcima que essa semana vai ter promoção para os seguidores.

UPDATE: Perguntei agora no Twitter que música da Britney foi escrita pela dido e vou considerar as duas respostas que chegaram primeiro, ok? Galera está afiada na Britney… Parabéns Vinicius e Victor!

Anúncios

Essa sexta tem Algazarra junina!

Depois do sucesso de estreia, a festa Algazarra tem data certa para a segunda edição: próxima sexta-feira, dia 3 de junho. E a festa será junina!

Todo mundo que chegar vestido à caráter – ou seja, de caipira – até meia-noite, ganha um drink. A vodka será R$2 até 1h e dose dupla da bebida após esse horário. Além disso, várias promoções e informações adicionais serão divulgadas no perfil da festa no Facebook e no @algazarrafesta.

Ao todo, a UP (Getúlio Vargas, 1423) receberá 10 DJs que vão agitar a pista de dança com o que há mais atual na música pop: Amanda Bug, Analice, Dr. Jeff, Ed., Igorsh, Joapa, Leco, Sandim, Shum e Sebah. Na porta, o público será recebido pela hostess Dolly Piercing. A festa começa às 23h!

PROMOÇÃO
Quer pular fogueira de graça? Siga @oitudoemcima que, na véspera da festa, teremos uma promoção relâmpago valendo dois OFFs!

Entrevista com MC Gi

MC Gi estará em Belo Horizonte nesse sábado, dia 23, para se apresentar na @bsurda (clique aqui parea saber mais). Ela, que foi finalista do concurso para nova vocalista do Bonde do Rolê, vem chamando bastante atenção de produtores brasileiros e gringos como South Rakkas Crew (L.A), 3 Is A Crowd (Itália), Art Punk (Canadá), BSBTRGDCLUB e Comrade (NY). MC Gi tem como meta mostrar o funk como cultura brasileira. Hum! Leia a entrevista que Rafael Sandim, que também tocará na festa, fez com a moça.

Como começou o seu envolvimento com o funk?
Comecei a escutar no 1° colegial. Eu era uma das únicas com camiseta de banda na escola. Usava uma do Nirvana, que eu gosto muito por sinal. O pessoal começou a me mostrar, curti bastante e parei de ter o preconceito bobo que muita gente ainda tem.

Você já planejava se tornar uma cantora de funk quando começou a trabalhar como isso?
Não (risos). Foi a convite de um amigo meu, MC Thales, que aceitei gravar minha composição de “Funk do Mosquito”. Não imaginava que a resposta seria tão boa. Escrevi a música em uma brincadeira, não pensei em gravá-la.

O seu público é muito diferente ou existe um perfil?
Não rotulo meu público, porque tem muita gente diferente que escuta. As casas que canto sim. A maioria delas é alternativa ou GLS e adoro isso, pois o público frequentador é super fiel e me trata com muito carinho. Acho muito legal, porque o povo se mistura, têm muito casal hétero que vai me assistir numa balada GLS e não se incomoda em momento algum. A música une todos sem que haja discriminação.

Como você compõe as músicas?
A inspiração vem quando eu menos espero, pode ser um assunto em debate numa roda de amigos ou em uma matéria que esteja nos jornais naquela semana. Basta me chamar a atenção e eu notar que desperta interesse nas pessoas que eu componho.

Existe diferença do funk de Santos para o do Rio de Janeiro?
Existe uma diferença sim. No funk do RJ é mais fácil encontrar musicas com outro conteúdo, sem serem apenas de cunho social. Já na Baixada Santista não é tão comum, as letras são mais sérias, falam da realidade nas comunidades.

Quais são seus cantores favoritos?
Eu ouço muita coisa de diferentes estilos. Tem gente que nem acredita no meu gosto musical tão variado (risos). Mais aproximado ao meu estilo gosto da M.I.A. Aqui no Brasil, respeito a Deize Tigrona. Ouço de Nirvana a MR Catra, aprendi que preconceito musical não leva a nada.

Que músicas que as pessoas mais pedem para tocar?
Não podem faltar “Mexico Caliente”, “Tamanho é Documento”, “Quer Romance” e “Origami”.

Quais são suas expectativas para o show na @bsurda?
As melhores possíveis! Tem muita gente comentando, gente que foi me assistir da primeira vez e que irá novamente, pessoas que me conhecem há menos tempo e estão super empolgadas. Não tenho dúvidas de que será INCRÍVEL!

Sábado agora tem @bsurda com MC Gi!

E a ideia da @bsurda é, mais uma vez, fazer uma festa divertida e misturada como sempre foi. No line-up tem Brennerd (debut) e Roque Horror, Dr. Jeff e Sandim, Jimmy e Jeff, Barbara Deister e Ed, residente.

Mas o destaque fica mesmo com a linda e poderosa MC Gi (leia entrevista com ela aqui), que vem fazer origami com o mastro da UP (Getúlio Vargas, 1423), sábado, dia 23, às 23h. Ela, que foi finalista do concurso para nova vocalista do Bonde do Rolê, já foi remixada por um monte de DJ gringo fodão e tem como meta mostrar o funk como cultura. Hum!

Dica: Quem fizer cosplay de Marlene Matos (oi?) entra de graça.

Sábado na UP tem CATch Me!

Está na hora de mais uma CATch Me Party! A festa rola no sábado, dia 26, às 23h30 na UP (Av. Getulio Vargas, 1423). Como sempre, só gatas na pista e no line-up: Ana Sylvia, Barbara Deister, Nina Godinho e as peixas Laura, Ellen, Juliana e Larissa! O rato da edição será o Rafael Sandim (S&M), bendito é o fruto.

A entrada é R$15 (ou R$12 no catchmeparty@gmail.com). Pra ajudar no fervo, tem a tradicional double vodka até 1h da manhã e o famoso sorteio de garrafas de champagne! Além disso, fique de olho nos ratinhos que foram espalhados pela boate. As cats mais espertas podem ganhar vale taça de champagne, cervejas e cortesias. Só alegria e girl power! Aliás, a festa é pra elas, mas eles são bem vindos, viu?

“How Hard Can It Be?”

Sábado passado, o National Geographic gravou em Los Angeles um dos episódios do programa “How Hard Can It Be?”, que deve entrar no ar em breve. O tema do dia era fazer uma casa voar com balões, como no ótimo e premiado filme “UP – Altas Aventuras”, da Disney/Pixar.

A foto mostra que sim. Foram usados 300 balões metereológicos para levantar  uma casa de 907 quilos (com gente dentro!) a 3 mil metros de altitude e manter em vôo durante uma hora. A conclusão é que seria possível mas “pretty hard,” segundo disse Paul Carson, o apresentador do programa, no video abaixo.

Gabriel
Daqui

Sábado tem Poplicious Rehab!

Pulou bastante nesse carnaval chuvoso? Então, para curar a ressaca, esse sábado tem a festa Poplicious Rehab com um programa para recuperar qualquer um: música boa. Olha o line-up!

Dr. Jeff
Saborzinho & Abdalinha
Ana Sylvia (CatchMe)
Cherem (S&M)

Lembrando que essa é última edição da Poplicious de Verão, ou seja, será a última edição com chup-chup de vodka grátis para os primeiros que chegarem.

Anote aí. Sábado, dia 12, às 23h, na UP (Getúlio Vargas, 1423). Entrada R$15 ou R$12 para quem enviar o nome para popliciousparty@gmail.com até às 18h do dia da festa e chegar até 1h.

PROMOÇÃO
Mas além de neurônios você queimou sua carteira? Deixe seu nome completo e e-mail nos comentários desse post e vamos sortear duas pessoas para entrarem de graça na festa! Valendo!

%d blogueiros gostam disto: