• Arquivo

“The Light Bulb Conspiracy”, um documentário sobre meia-calça, lâmpadas e iPods!

A cineasta Cosima Dannoritzer usa o mesmo celular há 13 anos. “Ele nem tira fotos, mas eu tenho uma câmera para isso”, diz ela. Depois de ouvir lendas sobre a prática da indústria de determinar uma vida útil curta para seus produtos (e, assim, vender mais), decidiu investigar o tema.

Assim nasceu o documentário “The Light Bulb Conspiracy”, sobre obsolescência programada.

Vejamos o caso da primeira geração do iPod. Depois de pagar US$ 500 por um aparelho cuja bateria parou de funcionar com 8 meses, um comprador ouviu da própria Apple: “vale mais a pena comprar um novo”.

Esse tipo de prática não é de hoje. Na década de 1920, um cartel que reunia fabricantes de todo o mundo decidiu que as lâmpadas teriam uma validade: mil horas (embora a tecnologia da época já pudesse produzir lâmpadas mais duráveis). É que assim as empresas conseguiam garantir que sempre haveria gente comprando mais lâmpada! E com a crise de 1929 e o consumo caindo, a obsolescência programada se consolidou como estratégia da indústria para retomar o crescimento.

Veja o trailer do documentário abaixo.

A obsolescência programada até faz sentido enquanto você pensa em como manter o crescimento da indústria, mas é inegável: gera muito, muito mais poluição. “Estamos usando nossos recursos naturais e criando montanhas de lixo. Estamos começando a ver as consequências. É um sistema que não pode ser usado para sempre”, diz ela.

(via Link)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: