• Arquivo

“Final Feliz”, o vídeo mais vergonha alheia da história do cinema

Ok, o título foi exagerado, mas vocês já viram essa propaganda? O moço pede recomendações pra moça na bilheteria do cinema e ela o interrompe: “Nacional não é gênero”. Sabe qual?

Então ele pede um ingresso pra um “filme nacional de romance” e a chama pra acompanhar. Ela recusa, aponta pro namorado fortão do outro lado da fila e ele diz: “Xi, acho que meu final feliz ficou pra próxima”. Sério, foi incrível como eu consegui não cuspir pipoca na tela quando a propaganda terminou. E algumas pessoas na sala riram. Putz!

E quem pede dica de filme pra moça da bilheteria com uma fila atrás de você?

Risos calorosos e a plateia vai ao delírio e às lágrimas de riso

Só pra não chorarem depois: eu entendo que a peça – o nome dela é “Final Feliz” – fala sobre uma coisa curiosa e errada, o fato de brasileiro categorizar filmes nacionais simplesmente como “nacionais” e fim. E não é assim, “nacional” realmente não é gênero, tem filme nacional de todos os tipos.

Mas mesmo assim, a vergonha alheia foi tanta que, depois de ter ido ao cinema várias vezes e visto isso várias vezes e morrido de vergonha várias vezes, resolvi pesquisar quem era o responsável…


Descobri que era Beatriz Crespo, de 21 anos, aluna do terceiro ano do curso de audiovisual da USP. O vídeo foi o vencedor do concurso cultural “Brasil em Cartaz” – no júri estavam diretores como Laís Bodanzky e as produtoras Carla Esmeralda e Iafa Britz. Tudo elaborado e pago pelo Cinemark, por isso o curtinha passa só nesse cinema.

Ao ser classificada, a moça ganhou 30 mil reais para filmar sua historinha e a equipe foi formada por colegas de classe e da Escola de Artes Dramáticas da universidade. As filmagens foram no ano passado.

Tá perdoada então.

Detalhe: Beatriz ganhou também R$ 10 mil em dinheiro de prêmio. “Vou guardar para fazer meu TCC (trabalho de conclusão de curso) no ano que vem. Quero fazer um longa-metragem”, contou à Folha. Aí já deu medo – pois um curtinha feito com 30 mil ficou assim, imagina um longa com 10 mil…

Tem de romance, drama, comédia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: