• Arquivo

3 Momentos: Floria Sigismondi

Talvez você não ligue de imediato o nome à pessoa, mas se você gosta de ver clipes provavelmente já se deparou com o trabalho de Floria.

No comando de videoclipes desde a década de 90, Floria Sigismondi tem um talento nato para direção. Formada em fotografia e dona de um apuro estético ímpar, a artista imprime nos vídeos em que dirige características ora sombrias ora cativantes.

Na maioria de seus clipes, os artistas abrem mão de uma áurea glamourosa e se transformam em criaturas estranhas e/ou melancólicas. Cenários dark, surrealismo e monstros são itens recorrentes em sua videografia.

Vale lembrar que além dos clipes, Floria Sigismondi estreou nos cinemas com “The Runaways”, seu primeiro filme. Enquanto o filme não chega, separamos abaixo 3 Momentos que comprovam a genialidade da artista.

“Fighter”, Christina Aguilera, 2003

Terceiro single de “Stripped”, segundo álbum de Aguilera, “Fighter” quebrou recordes no TRL (uma espécie de Disk MTV/Top 10) norte-americano, ficando 16 dias em primeiro lugar.

Sem tirar os méritos de Aguilera, tamanho sucesso também se deve muito ao talento de Floria. Com uma fotografia espetacular e direção de arte impecável, o clipe é, de certa forma, fiel à letra da canção. De início, Christina lembra uma larva prestes a transformar-se em mariposa. Com um visual gótico e escuro, ela cambaleia até quase cair. No segundo ato, Christina aparece de branco, em um cenário totalmente oposto ao apresentado no início. No fim, Aguilera consegue se libertar das amarras que a prendiam e vira uma verdadeira lutadora.

Mais que merecidamente o vídeo ganhou o Juno (uma espécie de Oscar canadense) de 2004 na categoria de melhor vídeo musical e é lembrado até hoje pelos fãs como um dos melhores da cantora.

“Blue Orchid”, White Stripes, 2005

Se em “Fighter” Floria trabalhou cenários extremos e seres estranhos, em “Blue Orchid”, primeiro single de “Get Behind Me, Satan”, Floria explanou todas as características que o fizeram marcante.

Estrelado por Karen Elson, atual esposa de Jack White, “Blue Orchid” é quase como um pesadelo. Ver Karen em saltos altíssimos caminhando por uma casa escura é agonizante e quase desesperador. Cheio de simbolismos (a cegueira, os cavalos, as cobras e a maçã, por exemplo), o vídeo tem um cuidado estético impecável e casa muito bem com a ótima música dos Stripes.

Um fato interessante sobre o vídeo é que ele já figurou a lista dos ’25 clipes mais assustadores de todos os tempos’ do portal Yahoo!, ocupando a 13ª colocação. Pessoalmente, acho que merecia uma posição mais alta…

“Megalomaniac”, Incubus, 2004

Provavelmente o melhor trabalho de Floria, “Megalomanic” é tão insano e provocativo quanto a música do Incubus. Questionando o american way life, o vídeo compara o governo de George W. Bush com o nazismo de Hitler e denuncia toda a loucura e conivência do povo. Usando e abusando de técnicas de colagem, as imagens do clipe lembram de certa forma o trabalho de Richard Hamilton. Infelizmente, o vídeo não foi reconhecido em premiações, mas é só assistir para perceber que isso não é nenhum demérito.

Thiago

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: