• Arquivo

Review de “Keith Haring – Selected Works”

No último final de semana, passei pela Caixa Cultural São Paulo, na Av. Paulista, para ver a exposição de Keith Haring que está por lá, “Selected Works” – muito bem selecionados por sinal. Até as paredes e colunas em branco do lugar foram estampas com reproduções de obras do cara.

A mostra exibe 55 serigrafias, 9 gravuras, 29 litografias e uma xilogravura. São várias obras com os elementos clássicos usados pelo artista, como o radiant baby e os barking dogs. Outro destaque é a bela a serie “Apocalypse”, produzida em parceria com William S. Burroughs, que usa a Monalisa de DaVinci como referência. Há ainda a exibição de dois documentários: “The Universe of Keith Haring”, com direção de Chistina Clausen, e “Drawing the Line”, de Elisabeth Aubert.

Entre os objetos pessoais na mostra estão passaporte, pranchas de skate personalizadas por ele (lindas!), um par de tênis Nike e fotos. Nessas últimas, realmente dá para ver como ele era hypado mas, ao mesmo tempo, simples e generoso. Não por acaso, mesmo depois de estar vendendo suas obras a preços altos, dava seus trabalhos de presente e fazia desenhos e painéis grátis nas ruas.

Keith foi diagnosticado como portador de HIV em 1989 e faleceu um ano após, tendo criado há pouco tempo a Keith Haring Foundation, que é quem cuida das suas obras até hoje. Por isso, a vida do artista também foi marcada por uma forte vocação para causas sociais. E algumas das suas obras que ainda não conhecia falam mesmo de direitos civis, tolerância, sexo livre e saúde pública. Aliás, ali, bem do ladinho do livro de presença e das pilhas com livrinhos sobre a instituição, há um cesto com camisinhas grátis!

A exposição é uma das ações realizadas este ano para lembrar o artista em seu 20º aniversário de morte. Ela sairá de São Paulo e ainda passará pelo Rio de Janeiro, por Belo Horizonte e, talvez, por Salvador. Vale muito o passeio, especialmente se você já estiver de passagem pelo Rio ou São Paulo – já que, mesmo sem valor definido ainda, Belo Horizonte será o único dos três lugares que vai cobrar pela visitação…

São Paulo – de 31 de julho a 5 de setembro
Caixa Cultural São Paulo (Av. Paulista, 2073)
Terça-feira a sábado, das 9h às 21h / domingo das 10h às 21h
(11) 3321-4400

Rio de Janeiro – de 28 de setembro a 14 de novembro
Caixa Cultural Rio de Janeiro (Av. Almirante Barroso, 25)
Terça-feira a sábado, das 10h às 22h / domingo das 9h às 21h
(21) 2544-4080

Belo Horizonte – de 3 de dezembro de 2010 a 6 de fevereiro de 2011
Museu Inimá de Paula (Rua da Bahia, 1.201)
Terça, quarta e sexta, das 10h às 19h / quinta, de 12h às 21h / sábado, das 10h às 18h
(31) 3213-4320

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: